Perfil do Egresso


Pretende-se formar um profissional com capacidade de exercer uma visão crítica global tanto acerca do seu métier, ou seja, da profissão de historiador, como também um comprometido com o exercício da docência. Para alcançar tais objetivos, buscar-se-á integrar ensino, pesquisa e extensão, alicerçando-se a prática pedagógica com vistas a articular questões relacionadas as concepções teórico-prática da história, com vistas aos seguintes objetivos formativos:

  • Discernimento para buscar uma formação científica geral e específica, aliada a uma competência de análise que permita unir teoria e prática, embasada em informações e conhecimentos sobre as diferenças individuais e a natureza socioeconômica, histórica, cultural, étnica e política da realidade mundial que envolve hierarquias socialmente construídas.
  • Capacidade de compreender caminhos adequados para resoluções de problemas, de forma crítica, responsáveis e sensíveis ao enfrentamento de situações concretas, aos saberes das maiorias oprimidas, construindo-se como cidadãos que entendem e assumem seu lugar na cena pública;
  • Habilidades para pesquisa compreendendo-a como princípio do processo formativo, articulando ensino e pesquisa na produção do conhecimento e da prática pedagógica e social;
  • A consciência de ser educador-educando tendo o processo dialógico como princípio educativo na perspectiva de articular a vida, o trabalho e a cultura da comunidade ao processo educativo;
  • Capacidade de desenvolver metodologias, tecnologias e materiais pedagógicos adequados às práticas educativas;
  • Capacidade de articular a gestão democrática e participativa, na organização do trabalho escolar, no planejamento, na execução e avaliação de propostas pedagógicas na escola e nos sistemas educacionais;
  • Capacidade de compreender a realidade histórica, econômica, política e social, sendo capaz de atuar como agente de transformação;
  • Senso ético, abertura e disponibilidade para o trabalho coletivo;
  • Habilidade de interagir com o meio local e regional e sobre ele atuar numa perspectiva projetiva e de pesquisa que contribua para o desenvolvimento humano, socioeconômico e cultural da população amazônica, colocando-se em perspectiva reflexiva;
  • Sensibilidade e compromisso com a defesa do meio ambiente, da biodiversidade e da soberania da Amazônia;
  • Postura combativa em defesa da educação gratuita e de qualidade como direito humano a ser oferecido pelo Estado a todos e todas e em todos os níveis;
  • Ser capaz de estabelecer uma relação dialógica entre a história e as demais ciências humanas e sociais, numa perspectiva multidisciplinar, balizada por uma consciência ética e ecológica das realidades regional e brasileira;
  • Deverá também construir conhecimentos acerca da evolução teórica e metodológica da história enquanto campo específico do conhecimento humano e, sobretudo, estar atualizado quanto ao debate das novas tendências da historiografia contemporânea;
  •  Desenvolver a capacidade de estabelecer as relações entre o regional, o nacional e o internacional, de modo a superar uma visão fragmentada do real histórico;
  • Fomentar juízo crítico de sua área de conhecimento e atuação, sabendo utilizar os métodos de história para a análise dos processos históricos regional, brasileiro e mundial, atuando dessa forma como agente formador de opinião e de transformação social;
  • Dominar as diferentes concepções metodológicas que referenciam a construção de categorias para a investigação e a análise das relações sóciohistóricas;
  • Problematizar, nas múltiplas dimensões das experiências dos sujeitoshistóricos, a constituição de diferentes relações de tempo e espaço;
  • Conhecer as interpretações propostas pelas principais escolas historiográficas, de modo a distinguir diferentes narrativas, metodologias e teorias;
  • Transitar pelas fronteiras entre a História e outras áreas do conhecimento, sendo capaz de demarcar seus campos específicos e, sobretudo, de qualificar o que é próprio do conhecimento histórico;
  • Desenvolver a pesquisa, a produção do conhecimento e sua difusão em âmbito acadêmico e para além dele, de forma a comunicar-se com outros públicos e grupos socais;
  • Pensar a prática educativa e a construção de saberes históricos fora do ambiente escolar, a exemplo de arquivos e locais de guarda de acervos (memoriais, centros de documentação, centros de pesquisa), museus, instituições de preservação do patrimônio histórico e cultural, bibliotecas, entre outras;
  • Conhecer e distinguir as diversas concepções presentes no ensino de história, para que possa atuar com discernimento no exercício do magistério.




<<
Setembro 2021
>>
DoSeTeQuQuSe
   1234
567891011
121314151617
18
19202122232425
2627282930