História do Brasil Império


CÓD. NO SINGU: DHR30022

DISCIPLINA: História do Brasil império

CARGA HORÁRIA: 80h

CRÉDITOS: 04

 

OBJETIVO


Estudar a sociedade brasileira pós-independência, enfatizando a questão da transição do trabalho escravo para o trabalho livre, através da análise de documentos e da revisão crítica da historiografia sobre o período monárquico.
 

EMENTA


Estudo do processo de independência do Brasil. A construção do Estado Nacional e a sociedade brasileira durante o século XIX. As rebeliões no Brasil Império. O declínio do escravismo. A prática liberal e a constituição do mercado de mão-de-obra livre. Instituições, Ideologia e Trabalho. Imperialismo e relações internacionais.
 

METODOLOGIA


A disciplina será desenvolvida através dos seguintes procedimentos metodológicos: aulas expositivas e dialógicas, trabalhos individuais e coletivos (em grupo), estudo com leitura de textos indicados, debates, seminários, filmes e análises de temas específicos.
 

PROGRAMA


1. Antecedentes

1.1. O Brasil no comércio mundial

1.1.1. A crise dos monopólios e os portos livres

1.1.2. Mudanças nas relações coloniais

1.1.3. Progressos materiais e continuidade da ordem social

1.2. Os fatores de ordem econômica, política e social da formação do Império do Brasil

2. A Independência 

2.1. A Independência: o pacto entre as elites proprietárias com a monarquia

2.2. Progressos materiais e continuidade da ordem social

2.3. O primeiro reinado: a administração de Dom Pedro I

2.4. O período regencial: as regências Una e Trina

2.5. O segundo reinado: a administração de Dom Pedro II

3. O processo de extinção do trabalho escravo

3.1. Lei de Terras

3.2. Abolição do tráfico internacional de escravos

3.3. Primeiras experiências de trabalho livre

3.4. A Guerra do Paraguai

4. Formação do mercado de trabalho livre no Brasil

4.1. A política emancipacionista e a permanência dos interesses das elites escravocratas

4.2. Política oficial de imigração 

4.3. Projetos para a sistematização de uma política imigratória

4.4. O colonato

5. Crise e fim do Império

 

BIBLIOGRAFIA BÁSICA


CARVALHO, José Murilo de. Teatro de sombras: a política imperial. São Paulo /Rio de Janeiro. Vértice / IUPERJ, 1988.

________. A construção da ordem: a elite política imperial. Rio de Janeiro. Campus, 1980.

COSTA, Emília Viotti da. Da monarquia à república: momentos decisivos. São Paulo: Grijalbo, 1977.

FAORO, Raymundo. Os donos do poder: formação do patronato político brasileiro. Rio de Janeiro. Globo, 1987.

FAUSTO, Boris. História do Brasil. São Paulo: EDUSP, 1995.

GORENDER, Jacob. A escravidão reabilitada. São Paulo: Ática, 1990.

GUIMARÃES, Alberto Passos. A crise agrária. São Paulo: Paz e Terra, 1979.

HOLANDA, Sérgio Buarque de (org.). História Geral da Civilização Brasileira: O Brasil monárquico. São Paulo: Difel, 1976.

LINHARES, Maria Y. (org.). História geral do Brasil. Rio de Janeiro: Campus, 1990.

NOVAIS, Fernando Antônio e MOTA, Carlos Guilherme. A Independência Política do Brasil. São Paulo: Editora Hucitec, 1996.

SODRÉ, Nelson Werneck. As razões da Independência. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1980.

WERNET, Augustin. O Período Regencial, 1831 – 1840. São Paulo: Ed. Global, 1982. Coleção História Popular, nº 7.

 

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR


BOSI, Alfredo. Dialética da colonização. São Paulo: Cia. das Letras, 1992.

CARDOSO, C. F. S. (org.). Escravidão e abolição no Brasil: novas perspectivas. RJ: Zahar, 1988.

LEITE, Míriam Moreira (org.). A condição feminina no Rio de Janeiro, séc. XIX: antologia de textos de viajantes estrangeiros. São Paulo: Hucitec/USP, 1993.

MACHADO, Maria H. O plano e o pânico: os movimentos sociais na década da abolição. Rio de Janeiro/São Paulo: Ed. UFRJ / EDUSP, 1994.

MATTOS, Ilmar R. de. O Tempo Saquarema: A formação do Estado Imperial. Rio de Janeiro: Access. 1994.

MOTTA, Márcia Maria Menendes. Nas Fronteiras do Poder. Conflito e Direito à Terra no Brasil do século XIX. Rio de Janeiro: Arquivo Público do Estado do Rio de Janeiro, 1998.

PRADO JR, Caio. História Econômica do Brasil. São Paulo: Brasiliense, 1984.

REIS, João José. Rebelião escrava no Brasil. São Paulo: Cia das Letras, 1986.

RICCI, Magda. Assombrações de um padre regente: Diogo Antônio Feijó (1784-1843). Campinas: Ed. Unicamp, 2001.

RODRIGUES, Jaime. O infame comércio: Propostas e experiências no final do tráfico de africanos para o Brasil (1800 – 1850). Campinas: Ed. Unicamp, 2000.




<<
Setembro 2021
>>
DoSeTeQuQuSe
   1234
567891011
121314151617
18
19202122232425
2627282930